Posts arquivados em Dia: 2 de janeiro de 2019

02 jan, 2019

Leituras Favoritas De 2018

Quando comecei a separar as leituras que mais gostei do ano, fiquei tão preocupada e confesso me desapontei muito comigo mesma, foi um ano turbulento e triste, não falei abertamente aqui sobre tudo que rolou mais cá entre nós quem não passou momentos tensos esse ano? Acho que quase todo mundo viveu de forma turbulenta em 2018.
Mas voltando as leituras favoritas, fiquei triste porque eu gostaria de ter lido muito mais do que fiz e me comprometi novamente a aumentar essa lista de leituras durante 2019, quero ler tanto quanto eu puder, seja conto, poesia, artigos, livros maiores ou menores não importa, e além de ler mais livros, quero muito sair da minha zona de conforto, adoro livros clássicos e fico encantada quando vejo resenhas sobre eles, meu objetivo é conhece-los melhor e espero muito que isso aconteça!

Enfim, vamos falar de leituras que me marcaram neste ano, o primeiro livro que quero comentar aqui foi tão emocionante e difícil porque aborda questões tão tristes e ao mesmo tempo valiosas a nossa existência, a humanidade, a leitura de “O Menino Da Lista De Schindler” foi uma enxurrada  de lições tão significativas que ele foi o primeiro favorito deste ano.
“Leon vivia com sua mãe e irmãos em Narewka uma pequena cidade na Polônia, lá ele viu seu pai trabalhar muito para mante-los e aprendeu desde cedo o quanto o trabalho era importante, seu pai era inteligente sabia muitas coisas e devido a isso conseguiu um emprego melhor em outra cidade Cracóvia, lá ele trabalhou mais e guardou cada centavo para que um dia pudesse trazer Leon e o restante de sua família para junto dele, isso demorou um pouco pra acontecer mais por fim estavam todos juntos e felizes em Cracóvia” Confira a resenha completa AQUI.
Um do momentos mais marcantes deste ano sem dúvida foi a eleições e neste período me recordei da leitura que realizei “O Conto Da Aia” um livro forte, marcante e intenso de se ler, meu segundo favorito do ano.

“O Conto Da Aia” apresenta um ficção escrita de forma conquistadora onde após a guerra é criado uma nova sociedade em um lugar chamado Gilead conhecido como antigo Estados Unidos, nessa nova sociedade são impostas regras e leis de convívio altamente cumpridas pelos moradores do local, esses que por sua vez foram divididos, a mulheres foram classificadas como Esposas, essas são mulheres dos comandantes locais, temos as Marthas que ficaram responsáveis pela limpeza e organização das casas das Esposas, as Econoesposas que são esposas econômicas de homens sem patente que faziam todo o trabalho reservado a elas, conhecemos as Tias, mulheres severas que se responsabilizaram pelo treinamento e controle absoluto das Aias, as Aias eram mulheres que ainda tinham fertilidade e foram destinadas a reprodução local. Confira a resenha completa AQUI.

Uma das coisas que mais queria em 2018 era conhecer melhor o trabalho do Cortella, vi algumas de suas palestras e vídeos e achei o cara sensacional, quando iniciei minha graduação em letras fiquei fascinada com o conteúdo que ele tinha produzido, queria muito ler seus livros e tive a oportunidade, “Porque Fazemos O Que Fazemos” foi uma das obras mais importantes ja lidas por mim.

Citando pensadores como Karl Marx o autor nos direciona por toda a obra em questões que temos dificuldade em resolver como por exemplo o descontentamento com nosso trabalho, com o que fazemos e o porque fazemos determinada atividade, para que fim realizamos tais coisas, ou seja perceber qual o motivo praticarmos determinada atividade ou situação. O objetivo de Cortella é fazer com que raciocinamos onde queremos chegar, o que estamos fazendo para se chegar nesse determinado lugar ou conquistar tal posição em nossas vidas. Confira a resenha completa AQUI.

Tem leitura que causam um quentinho em nosso coração, e Para Todos Os Garotos Que Já Amei é um desses livros, quanta fofura e amorzinho em um a história só, adorei a obra e o filme ficou tão bom quanto, e com toda certeza ele se tornou um favorito.

Lara Jean é a filha do meio e possui uma relação de amizade e parceria com suas irmãs, Margot é a mais velha é a que cuida da família de uma forma especial e com a responsabilidade que assumiu quando a mãe morreu, sempre muito correta e com muita coragem Margot enfrentou todos os desafios para ajudar seu pai a criar suas irmãs e para manter a organização da casa. Kitty é a irmã mais nova, porém as vezes parece ser a mais sábia das três em muitas questões, muito determinada Kitty possui uma característica muito forte quando se trata de conseguir o que quer. Confira a resenha completa AQUI.

Como mencionei no incio do post eu tenho uma paião por clássicos e decidi conhecer uma autora muito comentado em 2018 , de inicio achei a obra toda confusa e quase desisti, mais percebi nas palavras da autora o que ela de fato estava transmitindo, e foi sensacional, “Mrs Dalloway” foi meu quinto e último favorito de 2018, desejo reler ele em 2019 pois a escrita merece.

Clarissa Dalloway é um mulher na casa do cinquenta anos, casada, pertence a classe média alta da sociedade onde vive, e irá dar uma festa, ela percorre as ruas de Londres em busca de flores e dos preparativos para o evento que irá realizar logo mais a noite, durante sua caminhada e compras acontece diversos encontros e reflexões que o leitor vai acompanhando durante a leitura. Confira a resenha completa AQUI.

Estes foram meus livros favoritos de 2018, que 2019 seja lindo para todos nós e cheio de boas leituras, um grande beijo e até a próxima!