Posts arquivados em Tag: Editora Planeta

30 abr, 2018

[Resenha] Por Que Fazemos O Que Fazemos? Mário Sérgio Cortella

Sempre quis conhecer melhor o trabalho do autor Mario Sérgio Cortella, foi uma experiência motivadora ter a oportunidade de ler uma de suas obras, confesso que fiquei ansiosa por dias para chegada do livro, espero que gostem e se tornem admiradores como eu da escrita e conhecimento desse filósofo. 

Sinopse: Bateu aquela preguiça de ir para o escritório na segunda-feira? A falta de tempo virou uma constante? A rotina está tirando o prazer no dia a dia? Anda em dúvida sobre qual é o real objetivo de sua vida? O filósofo e escritor Mario Sergio Cortella desvenda em Por que fazemos o que fazemos? as principais preocupações com relação ao trabalho. Dividido em vinte capítulos, ele aborda questões como a importância de ter uma vida com propósito, a motivação em tempos difíceis, os valores e a lealdade – a si e ao seu emprego.O livro é um verdadeiro manual para todo mundo que tem uma carreira mas vive se questionando sobre o presente e o futuro. Recheado de ensinamentos como “Paciência na turbulência, sabedoria na travessia”, é uma obra fundamental para quem sonha com realização profissional sem abrir mão da vida pessoal.Por que fazemos o que fazemos apresenta uma proposta de reflexão sobre o ser humano e suas atitudes no trabalho e em sua vida pessoal, o autor propõem um pensamento critico sobre muitos aspectos que enfrentamos em nosso dia a dia e que faz toda a diferença para nossa felicidade e realização.

Citando pensadores como Karl Marx o autor nos direciona por toda a obra em questões que temos dificuldade em resolver como por exemplo o descontentamento com nosso trabalho, com o que fazemos e o porque fazemos determinada atividade, para que fim realizamos tais coisas, ou seja perceber qual o motivo praticarmos determinada atividade ou situação. O objetivo de Cortella é fazer com que raciocinamos onde queremos chegar, o que estamos fazendo para se chegar nesse determinado lugar ou conquistar tal posição em nossas vidas.
O autor também preparou algumas lições sobre como lidar com nossas aflições, contou sobre como todo ser humano tem medo de certas coisas da mesma forma, e como é possível lidar com tudo isso nos fazendo refletir, a leitura é basicamente a mais pura reflexão sobre quem você é, seu estado atual e quem você desejar ser e seu estado final. Uma das coisas mais ricas na abordagem do autor é a forma como ele apresenta as situações de uma maneira que o leitor se vê em um espelho como se o que ele lê é o que sente e vivência.
Estou muito ansiosa pelas próximas oportunidades de ler mais obras publicadas por Cortella, espero que tenha gostado um grande beijo e até a próxima!.
Empreendedorismo| 176 Páginas Editora Planeta|Compare & Compre: SubmarinoSaraivaAmazon| Classificação: 5/5| Skoob
24 fev, 2018

Resenha Outros Jeitos De Usar A Boca

Um livro tão sensível desse merecia um relato aqui blog, confesso a vocês que não sou fã do gênero entretanto quando me deparei com a obra foi impossível não me apaixonar pelos poemas e relatos da autora Rupi Kaur, não conhecia seu trabalho e fiquei encantada com a sensibilidade tratada no livro, foi minha primeira leitura no meu novo xodó e espero muito que gostem!

Sinopse: ‘outros jeitos de usar a boca’ é um livro de poemas sobre a sobrevivência. Sobre a experiência de violência, o abuso, o amor, a perda e a feminilidade. O volume é dividido em quatro partes, e cada uma delas serve a um propósito diferente. Lida com um tipo diferente de dor. Cura uma mágoa diferente. Outros jeitos de usar a boca transporta o leitor por uma jornada pelos momentos mais amargos da vida e encontra uma maneira de tirar delicadeza deles. Publicado inicialmente de forma independente por Rupi Kaur, poeta, artista plástica e performer canadense nascida na Índia – e que também assina as ilustrações presentes neste volume –, o livro se tornou o maior fenômeno do gênero nos últimos anos nos Estados Unidos, com mais de 1 milhão de exemplares vendidos.

O livro foi dividido em quatro etapas a dor, o amor, a ruptura e a cura, com um estilo de escrita diferente do que já vi em minhas leituras a autora retrata o sofrimento, o abuso, a violência contra a mulher e o preconceito contra o gênero de forma delicada e emocionante, acredito que a intenção dela ao relatar essas história de forma poética era sensibilizar e comover a sociedade e tenho certeza que conseguiu.

A autora relata como é difícil ser mulher e tudo que enfrentamos no dia a dia em nossas casas, no trabalho, na sociedade de forma geral, de uma forma muito bonita ela conta um pouco sobre como é se apaixonar e viver intensamente um primeiro amor ou vários, a autora também conta um pouco sobre o sofrimento que é passar por um abuso sexual e o quanto isso é impactante na vida de mulher ou qualquer outro ser humano de qualquer gênero, abuso é abuso e não se discute a dor apenas tenta-se cura-la, após o rio de informações fortes a escrita finalmente parte para o renascimento do ser, mostrando o amor próprio através de seus poemas, e relata as várias formas da mulher e o orgulho que carregamos de nós mesmas.
O tema abordado pela autora não é fácil, mais ainda assim é fascinante ver como ela o descreve de forma sincera transformando a dor e lembranças ruins em poemas, a autora falar sobre um temática real que de fato foi vivenciada por alguém que lhe contou sua história e isso me encantou, estou perdidamente apaixonada pelo trabalho dela.
Espero que tenham gostado um grande beijo e até a próxima!
Poemas Poesias| 208 Páginas Editora Planeta Brasil
|Compare & Compre:•Amazon| Classificação: 5/5| Skoob 
 
 
18 ago, 2017

Resenha O Monge e a Coruja Thiago Brado

Minha primeira experiência lendo uma fábula nacional, e foi incrível conhecer o trabalho de Thiago Brado, um autor que usa as palavras de forma sensível e amigável, fiquei muito envolvida  com a leitura e espero que gostem da resenha!

Sinopse: Quando o coração sente é Deus quem fala. Numa noite de inverno, enquanto o monge Joseph se preparava para dormir, um ruído misterioso na torre leste chamou sua atenção. Caminhou lentamente pelo mosteiro em busca de respostas e quando chegou à torre o silêncio se misturou com a escuridão. “Tem alguém aí? ”, perguntou o monge, mas não obteve resposta. Sentindo um vento suave próximo aos seus pés, indagou: “Notei que tem asas”. “Preciso delas para voar alto! ”, respondeu uma voz… Thiago Brado, uma das mentes mais criativas e geniais da nova geração de compositores, cria uma fábula inspiradora sobre perdão, fé e amor. Um encontro improvável, num mosteiro esquecido, entre o monge e a coruja, irá tocar seu coração e encher sua vida de esperança.

Joseph é um velho monge e vive no mosteiro há alguns anos, lá todos o respeitam e seguem seus conselhos, sempre foi muito alegre e carismático, ajudando seus irmãos e os ensinando caminhos corretos a tomar durante essa jornada da vida. Ele tinha muitos amigos mais Giovanni era por quem tinha uma consideração especial ali dentro, no inverno as coisas pioravam muito para Joseph pois ele já tinha se curado de uma forte pneumonia e suas pernas enfraquecidas pela doença sentiram a chegada do frio, em uma noite fria ele escutou um barulho e resolveu verificar, o velho monge notou que o barulho vinha da torre leste, lugar que costumava frequentar antes de adoecer, muito determinado ele subiu as escadas e lá percebeu a presença de um estranha criatura com asas.

Logo notou que a criatura o compreendi e conversaram por um determinado tempo naquela noite, tomado por uma curiosidade ele voltou mais vezes a torre leste até descobrir que seu novo amigo falante era uma coruja, Joseph começou a encontrar Gufort sempre que podia e juntos construíram uma amizade baseada em experiências de vida, amor, perdão, gratidão e fé.

O monge passou por muitas coisas, e seu amigo coruja também teve que enfrentar perdas terríveis mais de uma forma diferente de Joseph, juntos eles tornaram se um, se completavam de uma forma  pura e intensa.

O livro todo é composto com passagens carregadas de ensinamentos e lições, tão lindas de serem lidas que fica difícil não se emocionar, a escrita simples e cativante do autor tornaram a leitura especial, e a pureza dos personagens contagiam quem está lendo, adorei conhecer o trabalho do Thiago, um livro para levar para toda a vida.

Fábula | 190 Páginas|Editora Planeta| Skoob
Compare & Compre: •Amazon| Classificação: 5/5
07 ago, 2017

Resenha Não É Só Uma História De Amor Mariana Sampaio

Olá pessoas, tudo bem com vocês? A resenha de hoje é um livro muito bacana, que me rendeu boas risadas e serve de dica pra sair da ressaca literária e voltar a ler com todo gás, espero que gostem!

Sinopse: O romance de estreia de Mariana Sampaio, fenômeno do Instagram e YouTube. Quando Laura acordou naquela manhã de sexta-feira, tudo o que ela pensava era em curtir o fim de semana. Mas o que ela estava prestes a descobrir era que a vida está sempre pronta para nos surpreender. Após a revelação de um grande segredo de sua mãe uma série de eventos inesperados começa a acontecer. Confusa e sem saber lidar com a informação, Laura inicia uma jornada que se divide entre fuga e o redescobrimento de si mesma. Como se não bastasse seu drama pessoal, seus caminhos sempre se cruzam com os de um misterioso rapaz, como se o destino quisesse lhe pregar uma peça. Não é só uma história de amor nos brinda com a trama de duas mulheres e um segredo em que o passado da mãe se choca com o presente da filha. O romance de estreia de Mariana Sampaio intercala pontos de vista que, ainda que separados pelo tempo, mostrarão que mãe e filha não são tão diferentes assim. ‘Sempre que nosso coração manda, devemos abrir as asas e voar sem pensar nos riscos e no que deixamos para trás’. Bianca Briones, escritora.

Laura é jovem, tem um ótimo emprego e um amigo super divertido o Beto, juntos trabalham em uma emissora e Beto está muito perto de conseguir subir de cargo, muito feliz ele conta com a carona de Laura pra chegar no trabalho pois é seu grande dia, no trajeto a amiga distraída no telefone com a mãe acaba passando no sinal vermelho e bate o carro, o que Beto não sabe é que Laura se irritou com a conversa da mãe o que causou seu descuido. O dono do carro em que Laura bateu se chama Júnior e foi muito mal educado, logo de cara a bela jornalista não gostou dele, porém sentia-se muito atraída pelo rapaz.
Laura estava em uma nova fase e decidiu seguir seus instintos, pediu demissão e junto com Beto partiram rumo a Europa, lá ela conseguiu reconhecimento pelo trabalho que estava desenvolvendo, mais ainda teria muitas surpresas que de certo modo mudariam sua vida.
O livro foi dividido em duas partes o presente de Laura e o passada de sua mãe, achei interessante a proposta da autora e a leitura flui muito rápido, gostei muito da escrita leve e descontraída enfim, dei cinco estrelas para o livro. Espero que tenham gostado um grande beijo e até a próxima!
Romance | 208 Páginas | Skoob | Compare & Compre: •Amazon| Classificação: 5/5