[Resenha] A Verdade Segundo Ginny Moon-@editoraverus

29 de agosto de 2020Michelle

Compartilhar minhas experiências de leituras com vocês é algo que me faz muito feliz, principalmente com história como a do livro de hoje. Obras sensíveis e que agregam valores humanos em nossas vidas sempre mexem muito comigo, espero que gostem da resenha e aproveitem a dica de leitura!

Sinopse: A realidade é que todo mundo sabe o quanto Ginny Moon é espetacular — seus amigos na escola, os colegas do time de basquete e, especialmente, seus novos pais adotivos. Eles amam a menina, portadora de autismo, mesmo sem entendê-la realmente. E querem, do fundo do coração, que ela se sinta incluída. O fato é que as coisas não são tão simples quanto parecem, e tentar fazer Ginny entender a realidade para ser incluída talvez não seja uma tarefa tão fácil. Porém o que eles não sabem é que Ginny não tem intenção nenhuma de ser incluída. Ela encontrou sua mãe biológica pela internet e está determinada a voltar para casa — ainda que isso signifique roubar, mentir e retornar a um lugar extremamente perigoso. Porque Ginny deixou algo crucial para trás e está desesperada para recuperar aquilo que falta em sua vida. E não descansará enquanto não encontrar o que tanto procura. Brilhante e inesquecível, A verdade segundo Ginny Moon narra a jornada de uma garota para encontrar o caminho de casa. Um dos romances mais originais dos últimos anos, este livro vai arrancar lágrimas do leitor e fazê-lo torcer pela teimosa, impulsiva e heroica Ginny Moon. “Ben Ludwig é um excelente observador da dinâmica humana, e seu senso de humor por vezes sombrio significa que a jornada emocional, por mais desafiadora que seja, nunca se torna desgastante. Este romance tem todos os elementos para ser sucesso de crítica e público!” — Graeme Simsion, autor de O projeto Rosie “Uma história singular sobre amadurecimento e uma afirmação poderosa da fragilidade e da força das famílias. Ludwig retrata brilhantemente a literal e inventiva Ginny.” — Publishers Weekly”Encantador e comovente… A verdade segundo Ginny Moon é original, revelador e atual.” — The Toronto Star “Esclarecedor… cativante… extraordinariamente envolvente… Um livro emocionante e inesquecível, impossível de largar.” — Booklist “Este romance impressionante agarra os leitores pelo coração e não larga. […] uma das vozes mais verdadeiras da literatura moderna.” — Library Journal

A Verdade Segundo Ginny Moon nos apresenta a história de uma jovem de 13 anos autista, Ginny foi negligenciada durante toda a sua infância e de certo modo na adolescência também passou por muitas coisas traumáticas,  sua mãe era viciada em drogas e se envolvia com os piores caras do universo, até que um dia Ginny foi retirada de seus cuidados, e enviada para adoção, não sabemos em que momento se deu a nova vida de Ginny porém ela agora é filha de um casal cuidadoso e amoroso que faz de tudo para entender a maneira como a jovem enxerga as coisas ao seu redor.

“Talvez , quando eu correr para o carro verde, Gloria esteja de boa. Talvez ela saia , me dê um abração e diga “puta merda, Ginny!”Como você cresceu! Seus olhos ainda são verdes? Mesmo que tenha sido adotada e mudado de nome, você sempre vai ter olhos verdes. Como nós!” Espero que ela esteja certa!

Sendo autista Ginny tem uma visão da vida muito diferente da nossa, ela sente tudo com muita intensidade, entende tudo ao pé da letra e muitas coisas se tornam confusas para sua compreensão devido a variedade de maneiras que as pessoas usam para se socializarem e interagirem umas com as outras. Tudo para Ginny é mais amplo e complicado e o autismo não é algo fácil de entender, até mesmo seus pais adotivos que estão sempre abertos a diálogos pacientes com a jovem acabam por se cansar as vezes.

Sem contar que a nossa protagonista tem 13 anos uma idade em que as coisas começam a ficar difíceis, a adolescência é um dos períodos mais conturbados da nossa caminhada. Acredito que muitos dos desafios enfrentados por ela estavam ligados a esse período mais do que ligados ao autismo em sí.

Quando Ginny foi retirada da casa onde vivia com mãe biológica Glória, ela deixou para traz sua boneca bebê  isso a tem incomodado desde então o fato de ter deixado ela para traz e ninguém a ter encontrado estava causando conflitos emocionais em Ginny que pedia desesperadamente sua boneca bebê e era ignorada porque as pessoas não a compreendiam direito. Determinada a encontrar sua boneca Ginny entra em contanto com Glória de maneira muito inteligente e isso gera uma sucessão de acontecimentos marcantes para ela.

Ginny não entende os perigos que o contato com Glória podem gerar em sua vida, porém ela se sente no dever de manter a boneca segura já que a mãe biológica era incapaz de fazer até mesmo por ela, sua jornada será cheia de surpresas e reviravoltas, e nos emocionamos muito pelo caminho.

A leitura é muito sensível e emociona o leitor em diversos momentos, acreditar na determinação de Ginny era algo estimulante, somos introduzidos em questões familiares delicadas, onde o autor abordou situações de abandono, negligência infantil, solidão em relação a como Ginny estava vivendo, a compreensão do autismo em sí por parte de todos, uma missão nada fácil, principalmente para os pais adotivos de Ginny que estavam mais presente na vida da jovem e toda a dificuldade que a mesma tinha em socializar-se com os demais.

Todas essas coisas juntas  levaram as  pessoas que faziam parte da vida da jovem a descrença do que ela dizia, porém Ginny tinha motivos muitos coerentes para se preocupar tanto com sua boneca e o leitor vai desvendando esses motivos ao longo da leitura. A Verdade Segundo Ginny Moon é uma obra necessária, que instrui, ensina e cativa todos que a lê.

O autor preparou uma ficção esclarecedora sobre o autismo, sobre o ato de adotar e aceitar o autista, sobre as dificuldades humanas e muitas outras questões muito importantes e verdadeiras, sua escrita nos envolve e nos faz ver a vida de um outro ângulo, com uma nova perspectiva, uma visão mais empática é o que a leitura gera em nós como leitores! Espero muito que tenham gostado!

Xoxo

Título Original: Ginny Moon|Páginas: 334|Gênero:Ficção/Infanto juvenil|Editora: Verus|Minha Avaliação:5/5|Comprar: Amazon/Submarino

Ps: Os links deste post são afiliados, comprando por eles vocês contribuem com meu trabalho, pois ganho um pequena comissão e isso não interfere no valor da compra de vocês! 🙂

Comments (8)

  • Ana Souza

    31 de agosto de 2020 at 21:43

    Que sensível. Leituras assim são bem delicadas e abordam um assunto muito sério.
    Tenho um sobrinho com leve grau de autismo e no início, por falta de informação, ele acabou sendo negligenciado por certo tempo e foi bem mais delicado correr atrás do tempo perdido.
    Mas enfim, gostei bastante de sua resenha e da dica. Vou ler sim, com certeza.

    Beijinhos….

  • Dayhara Ribeiro Martins

    2 de setembro de 2020 at 21:45

    Oie, tudo bem? Essa obra está na minha listinha de próximas leituras e tenho certeza absoluta que vou me emocionar bastante, esse é um tema necessário e quando abordado da maneira correta, nos faz refletir muito. Adorei sua resenha.

  • Larissa Dutra

    3 de setembro de 2020 at 18:17

    Olá, tudo bem? Uau, eu não fazia ideia que esse livro tinha uma personagem com autismo; li um livro uma vez com essa temática e gostei muito, é bem interessante ver como eles pensam. Parece ser uma leitura incrível, já quero!

    Beijos,
    Duas Livreiras

  • Ana Paula Lima

    5 de setembro de 2020 at 19:01

    Oiii!

    Que capa lindaaa e que história incrivel! Eu ainda não li nada com a temática mas fiquei feliz em ver a sua resenha. Acho que é um livro muito tocante e necessário.
    AMEI suas fotos, estão lindas!!!!!

    Beijinhos,
    Ani
    http://www.entrechocolatesemusicas.com.br

  • Mara Santos

    7 de setembro de 2020 at 12:46

    Mi,

    Não conhecia esse livro, mas estou completamente encantada pela história.
    Fui lendo sua opinião e desejando ter o livro em mãos agora, me interesso muito nessa temática e quando sei que tratam o tema com sensibilidade fico mais curiosa ainda!

  • Ana Caroline Santos

    7 de setembro de 2020 at 13:09

    Olá, tudo bem? Estou com esse livro por aqui para realizar a leitura, e vejo que terei grandes lições com ele. Quero realmente conhecê-lo porque autismo é um assunto que quero desbravar mais, e pelo que vejo, terei bastante coisas a pensar sobre. Já quero ver a sensibilidade do autor! Ótima resenha!
    Beijos

  • Kelly

    7 de setembro de 2020 at 13:31

    Oi Mi!!!
    Esse livro está na minha lista, recentemente li o menino feito de blocos e me emocionei demais com a estória e a perspectiva do menino! Amei ler suas considerações e realmente, livros que despertam a humanidade são essenciais hoje em dia!

    Beijokas

  • PS Amo Leitura

    7 de setembro de 2020 at 14:49

    Estou “namorando” esse livro desde o lançamento e após sua resenha, só me confirmou que preciso conhecer essa história. Quase não conheço livros que abordam essa temática do autismo e confesso que isso é algo que instiga a minha curiosidade. A adolescência é algo bem conturbado mesmo e me peguei imaginando na situação da personagem. Parece uma história bem tocante mesmo. Espero ler em breve.

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Post Anterior

[Lançamento] Casa De Terra e Sangue-Cidade Da Lua Crescente @galerarecord

28 de agosto de 2020

Próximo Post

[Resenha] Liberdade Igual - Gustavo Binenbojm @intrínseca-História Real

4 de setembro de 2020
error: Content is protected !!