Resenha Amor Amargo Jennifer Brown

5 de janeiro de 2016Michelle
Os sentimentos para esta leitura se misturam, um dos livros mais impactantes que já li neste gênero, não digo que fiquei surpresa porque sei que a autora tem esse dom, ela escreve sobre coisas duras e inaceitáveis como ninguém faz, espero muito que gostem da resenha.

Sinopse: Último ano do colégio: a formatura da estudiosa Alex se aproxima, assim como a promessa feita com seus dois melhores amigos, Bethany e Zach, de viajarem até o Colorado, local para onde sua mãe estava indo quando morreu em um acidente. O Dia da Viagem se torna cada vez mais próximo, e tudo corre conforme o planejado.Até Cole aparecer. Encantador, divertido, sensível, um astro dos esportes. Alex parece não acreditar que o garoto está ali, querendo se aproximar dela. Quando os dois iniciam um relacionamento, tudo parece caminhar às mil maravilhas, até que ela começa a conhecê-lo de verdade…Em um retrato realista de um relacionamento conturbado, a autora Jennifer Brown – do sucesso A Lista Negra – nos leva até o limite de nossos sentimentos.

Em Amor Amargo conhecemos a Alex, ela planeja uma viajem com seu melhores amigos Zach e Bethanny desde da infância, eles querem juntos ir para o colorado, essa viagem é muito importante para ela porque sua mãe perdeu a vida em um acidente indo até lá e para Alex seguir em frente ela precisa saber porque que a mãe queria estar no colorado, viajar com Alex se tornou o objetivo de seus melhores amigos, que desde de então se reúnem para fazer planos e decidir situações sobre a viagem que está programada para férias.

Os três terríveis vivem juntos desde de pequenos, e se denominaram assim por brincadeira, Alex trabalha em uma lanchonete onde tem como uma mãe Georgia sua chefe, elas trabalham em equipe e ela da um duro danado para juntar grana para viagem, seu relacionamento com as irmãs e com o pai não é dos mais perfeitos, segundo Alex as irmãs lidaram melhor que ela com a morte da mãe já o pai prefere agir de forma negativa, não tem diálogo com as filhas e se recusa a falar com Alex sobre a morte da mãe e o que ela tinha ido fazer no colorado.

Em um dia comum de aula, Alex está dando reforço para Zach seu melhor amigo que esta com dificuldade em algumas matérias quando a diretora local lhe informa que ela terá um novo aluno e que Zach passará a ter aulas com outra menina porque Alex era melhor na matéria que o novo aluno precisava estudar, e então ela teve seu primeiro e estranho encontro com Cole um garoto mais ou menos da idade dela que havia se mudado para sua cidade e estava tentando entrar no time de basquete da escola para isso precisava de boas notas, e a propósito ele era lindo de morrer, o relacionamento dos dois estava cada vez mais intimo e Alex se sentia cada vez mais interessada por Cole, ele por sua vez demonstrava o mesmo interesse, começaram a se encontrar em pouco tempo estavam se relacionando e dando incio a um namoro.

A partir dai a jovem se afasta de seus amigos e da inicio a uma fase muito sombria e difícil de sua vida, ela se entrega a um relacionamento abusivo e se vê presa na própria vida por conta disso. Com medo enfrentando um problema atrás do outro com seu namorado agressor ela irá precisar tomar uma decisão muito importante, a de se libertar!

A leitura desse livro lhe faz refletir de diversas maneiras sobre situações do cotidiano, o livro é um alerta a relacionamentos abusivos, para pessoas que possam estar dentro de um relacionamento assim e não percebem, o leitor fica preso aos acontecimentos  criados pela autora, recomendo a leitura a todos mais principalmente ao jovens.

Com uma escrita que chega a marcar nossos pensamentos a autora desenrola sua trama, contando um pouco sobre o sofrimento de uma jovem que tem a vida e a dignidade tomadas por um namorado doente, possessivo e que ao meu ver como leitora também necessita de ajuda.

Uma das coisas que costumo ver e se tornou rotina em histórias como está é a empatia com a pessoa que sofre a agressão e a falta dela com o agressor, não quero me precipitar mais em muitas casos o agressor é tão doente quanto a vitima e precisa tanto de ajuda psicológica como a pessoa ao qual ele fez mal, eu pouco vejo isso acontecer o que na minha opinião gera um ciclo sem fim de agressores e mulheres machucadas ou ao contrário.

O que estou tentando dizer é que em cada caso é preciso que exista empatia mesmo que seja muito doloroso, é necessário lembrarmos que algo desencadeou a agressão e se ninguém a ajudar essas pessoas que agridem seus parceiros assim como ajudamos as vitimas o ciclo permanece, por exemplo um pai que foi agredido e abusado pelo pai dele, este por sua vez foi agredido e abusado pelo avô do pai e tem 99% de chance de passar isso adiante agredindo seu filho e o mesmo acontecerá com o neto.

Espero muito que tenham gostado da resenha e da minha opinião sincera sobre o assunto, vejo vocês na próxima!

 
Título: Amor Amargo|Gênero: Jovem Adulto|Páginas:256|
Editora: Gutenberg| Minha Avaliação: 4/5

Leave a comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Post Anterior

Resenha Bruxa Da Noite Nora Roberts

28 de novembro de 2015

Próximo Post

Resenha Como Eu Era Antes De Você JoJo Moyes

22 de janeiro de 2016
error: Content is protected !!