Resenhas

[Resenha] As Quatro Rainhas Mortas- Astrid Scholote @galera

10 dezembro, 2019 por

Demorei mais do que gostaria para iniciar a escrita dessa resenha, porque não sei vocês mais quando eu gosto muito de uma obra sinto dificuldade de falar dela, quero contar tudo que achei nos mínimos detalhes e isso nem sempre é positivo, na resenha de hoje resolvi escrever de forma diferente e se funcionar quero manter esse novo formato aqui no blog, espero muito que gostem!

Sinopse:No continente de Quadara, há séculos quatro rainhas reinam absolutas, cada uma representando o próprio quadrante. Juntas, mas separadas. A decidida iris fala por archia, a ilha de terras férteis; a estoica corra representa a tecnológica eonia; marguerite, a mais velha das rainhas, é a soberana de toria e de seus curiosos habitantes; e stessa, a mais jovem, é o rosto de ludia, o quadrante da diversão e da arte. As quatro mulheres dividem o poder, sempre respeitando as leis das rainhas, sempre pensando no povo e no melhor para a nação. Mas elas têm segredos, e estes podem ser letais. Tão letais quanto Kelarie Corrington. Aos 17 anos, a toriana é a mais hábil larápia e a melhor mentirosa de jetée. Um distrito de excessos, contrabando e charlatões. O último lugar que varin, um mensageiro eonista, deveria visitar. Mas ele foi roubado. Por kpKeralie, e a jovem é a única esperança de reaver a mercadoria e manter seu emprego. Um mensageiro nunca pode perder sua encomenda. Para piorar, há coisas muito mais sinistras nos chips de comunicação afanados por Keralie. Algo que pode enredar a larápia e o mensageiro em uma conspiração para assassinar as quatro rainhas de Quadara. Sem opção, os dois resolvem se unir para descobrir o assassino e salvar a própria vida no processo. Quando sua relutante parceria começa a se transformar em algo mais, os dois precisam aprender a confiar um no outro e a superar as diferenças entre quadrantes para viver esse amor. Mas será que uma curiosa toriana e um insensível eonista têm alguma chance.

Sobre a história…

As quatro rainhas mortas apresenta a história de uma lugar chamado Quadara, isolado do resto mundo o país foi dividido em quadrantes, cada um deles é governado por uma rainha especifica e isso se faz de forma singular e única. A população de Quadara é dividida entre os Archianos, Eonitas, Torianos e Luditas. Essa divisão foi feita desde a morte do Rei local com intuito de acabar com as guerras que sofriam há muito tempo.

Conhecemos então as rainhas que governam essas divisões e seus legados, Iris é rainha de Archia sua população confia apenas no que pode ser empunhado com a mão e coração. Marguerite rainha de Toria lugar que leva consigo os seguintes ensinamentos conheça todas as coisas e você compreenderá o todo. Corra governa Eonia, uma mente turbulenta gera tempos turbulentos, uma mente pacífica é prenúncio de paz. Stessa rainha de Ludia, a vida é para foliões de olhos e coração abertos. As quatro são o braço forte de Quadara e governam seus quadrantes baseadas em seus legados transformando cada um deles em algo mais que singular, único!

“Décima quinta lei: Anualmente, as rainhas decidirão em conferência com seus conselheiros, a quem caberá uma dose de HIDRA”

Keralie é uma jovem humilde filha de pescadores de Toria, cresceu em uma barco mais sonhava com mais que aquela vida simples lhe ofertava, sempre teve curiosidade em relação ao mundo e foi essa ambição e curiosidade que á levou para vida de roubos e furtos. Quando conheceu Mackiel a jovem foi instruída por ele um herdeiro de negócios sombrios, eram jovens e queriam uma vida a qual não passassem por dificuldades, ele á ajudou, a ensinou tudo sobre ser uma larápia e ela aprendeu com maestria esse jogo de roubos e enganação, se tornou á melhor entre todos.

A jovem considerava Mackiel seu salvador, confiou nele a ponto de abrir seu coração e contar seus segredos mais doloroso, como se afastou de sua família e o que a levou a tal ato, ela se sentia segura ao lado dele, este que por sua vez herdou os negócios do pai, uma mafia de contrabando e furto. Keralie sabia das fraquezas de Mackiel mais nunca imaginou um dia ter que usa-las contra o próprio.

Tudo muda quando Mackiel pede a ela para furtar um estojo comunicador, esse objeto estava sendo transportado por um mensageiro Eonita chamado Varin. Keralie cumpriu sua missão roubou o estojo de comunicação que só existia no quadrante de EONIA lugar de tecnologia e evolução. O que ela não imaginava é que o conteúdo daquele estojo mudaria os rumos de sua vida para sempre!

Sobre os personagens…

… Cada personagem da obra de Astrid possui sua história em particular, conhecemos uma pouco mais de como é a vida em cada quadrante através desses personagens criados e construídos com intuito de levar ao leitor uma amostra de como era viver em Quadara. As rainhas que governam este lugar tão diferente possuem segredos e uma nuvem de mistério paira sobre cada uma delas, privadas de uma vida pública, de amor e afeto elas firmarão uma pacto de se dedicarem somente ao seu quadrante. Suas leis não permitem envolvimento com pessoas de quadrantes diferentes, não permitem amar, não permitem sentir, também não as deixam usar tecnologia de quadrantes vizinhos, cada uma deve seguir seu legado.

“Juntas, porém separadas”

Varin é o mensageiro citado acima, um Eonita destinado desde do nascimento para tal função, seu maior dilema é lidar com o roubo do estojo comunicador, porque isso pode leva-lo a morte, está que já tinha data especifica para ocorrer. Porém o jovem não imagina que mesmo sendo criado e instruído para não se render á sentimentos do coração um dia poderia se deixar levar por tal situação.

Keralie terá que enfrentar seus medos mais sombrios, aqueles de confinamento e aqueles deixados no passado, ela irá aprender da forma mais dolorosa possível que não se pode confiar em todos que dizem querer seu bem, a jovem também vai aprender algumas coisas como alto perdão, mais também terá ajuda para lidar com todas a situações difíceis que estavam por vir e por fim conhecerá o amor!

” Quando meu pai sorriu e abriu os braços-pronto para me abraçar, meu coração se emendou dentro do peito. Eu estava em casa”

O lado não tão positivo na leitura…

A autora deixou um elemento surpresa para o final do livro o que não me agradou por questões de adaptação desse elemento, ele meio que foi jogado nas páginas finais da obra com intuito de surpreender o leitor e por isso não mencionei acima, trata-se de um personagem que ao meu ver não precisava existir, entretanto consigo entender o que a autora pensou sobre isso e acabei levando o fim da leitura como um bônus, fora isso a obra entrega a proposta e gostei muito do que li.

Sobre a obra…

O livro de forma geral foi escrito para cativar seu leitor e consegue com sucesso envolver quem os está lendo, a escrita de Scholte é fluída e instigante, sua história é envolvida por mistério, ação, suspense e investigação, adorei o toque de fantasia que a autora colocou em sua obra. As lições presentes na leitura são nítidas, a obra possuem uma abordagem incrível e tratou de desigualdade, preconceito divisão de classes e inferioridade. Falou sobre aceitação, sobre amor e sobre perdão tudo que precisamos nos dias de hoje.

A ambientação do livro ficou meio suspensa durante a leitura consegui imaginar épocas distintas, o enredo foi incrível, consegui identificar através de cada atitude dos personagens o que a autora queria nos passar, a trama de maneira geral  é completa e entrega a proposta de forma muito positiva.

Finalizando

Sobre a edição desse livro, que é uma lançamento da Galera Record foi muito bem produzida, com fonte confortável para leitura, a diagramação do livro ficou muito boa, capa e detalhes se sobressaem aos olhos do leitor, adorei cada detalhes desse livro. Espero que mesmo alongando um pouco a resenha de hoje, tenha conseguido passar para vocês os pontos altos dessa minha leitura que se tornou uma favorita em 2019 sem dúvida, tomara que tenham gostado!

Xoxo!

Título Original: Four Dead Queens| Páginas: 391|Gênero: Ficção| Editora: Galera|Minha Avaliação: 4/5|Comprar: AmazonSubmarino

Ps: Os links deste post são afiliados, comprando por eles vocês contribuem com meu trabalho, pois ganho um pequena comissão e isso não interfere no valor da compra de vocês! 🙂

veja os posts relacionados

Deixe seu comentário

6 Comentários

  • Vanessa Vieira
    dezembro 28, 2019

    Olá! Gostei demais da sua resenha! Parece ser uma história muito interessante e cheia de reflexões! Achei bacana a parte de dividir o governo com as quatro rainhas, parece algo bem inteligente e também um fato complicador! Fiquei curiosa para saber sobre este final que você não curtiu muito! srsr Fico feliz que tenha sido uma boa leitura!

    Um grande abraço!

  • Sara Kerolen Souza Oliveira
    dezembro 26, 2019

    Oiii tudo bem?
    Estou tão curiosa com esse livro pelo fato de ser fantasia que não vejo a hora de ter ele em mãos e poder fazer a leitura .fiquei mais curiosa depois da resenha só fez aumentar mais, a edição está tão lida , fiquei contente por ter gostado .

    Bjs

  • Debyh
    dezembro 26, 2019

    Olá,
    Eu sou muito curiosa quanto a este livro. Tanto pelos personagens quanto pelo desenrolar da história, eu quero ler mesmo sabendo de muitas resalvas que já vi em outras resenhas (e que você mencionou também). Estou com uma expectativa alta então quase certeza que vou me decepcionar um pouquinho, mas ainda quero ler hahaha.

  • Beatriz Andrade
    dezembro 25, 2019

    Oi, Mi! Eu estou louca para ler esse livro, adorei a proposta dele e acho que deve ser uma leitura maravilhosa!!!! Espero poder ler em breve.

  • Ana
    dezembro 21, 2019

    Vi esse livro pelo bookgram, mas nenhuma resenha foi tão a fundo quanto a sua. Eu adoro livros com temas de realeza, e eu adorei a divisão desse. Achei meio sugestivo o título kkkkk fiquei curiosa com essa coisa dos Chips e vou tentar ler!

  • Alisson Gomes
    dezembro 18, 2019

    Oi Michelle!!
    Menina quando esse livro eu fiquei louco para ler, só por causa da capa dele, quando li a sinopse eu soube que eu teria que ler ele em algum momento e o farei, principalmente tendo uma resenha positiva como a sua e mais algumas que já li em outros blogs!! Assim como você também tenho dificuldade de escrever resenhas para livros que eu gosto muito, as vezes parece que nada que a gente escreva é o bastante né? kkkkkkk

    Beijos!
    Eita Já Li

  • error: Content is protected !!