Fiquei extremamente curiosa por esse lançamento da editora intrínseca, a medicina é algo fascinante e acompanhar sua evolução mesmo que assustador foi uma experiência incrível, Medicina dos horrores é uma obra extremamente peculiar que nos leva a percorrer os caminhos dos médicos do século XIX.

Sinopse: Em Medicina dos Horrores, a historiadora Lindsey Fitzharris narra como era o chocante mundo da cirurgia do século XIX, que estava às vésperas de uma profunda transformação. A autora evoca os primeiros anfiteatros de operações — lugares abafados onde os procedimentos eram feitos diante de plateias lotadas — e cirurgiões pioneiros, cujo ofício era saudado não pela precisão, mas pela velocidade e pela força bruta, uma vez que não havia anestesia. Não à toa, os mais célebres cirurgiões da época eram capazes de amputar uma perna em menos de trinta segundos. Trabalhando sem luvas e sem qualquer cuidado com a higiene básica, esses profissionais, alheios à existência de micro-organismos, ficavam perplexos com as infecções pós-operatórias, o que mantinha as taxas de mortalidade implacavelmente elevadas.É nesse cenário, em que se considerava mais provável um homem sobreviver à guerra do que ao hospital, que emerge a figura de Joseph Lister, um jovem médico que desvendaria esse enigma mortal e mudaria o curso da história. Concentrando-se no tumultuado período entre 1850 e 1875, a autora nos apresenta Lister e seus contemporâneos e nos conduz por imundas escolas de medicina, os sórdidos hospitais onde eles aprimoravam sua arte, as “casas da morte” onde estudavam anatomia e os cemitérios, que eles volta e meia invadiam para roubar cadáveres.Chocante e revelador, Medicina dos Horrores celebra o triunfo de um visionário, cuja busca para atribuir um caráter científico à medicina terminou por salvar milhões de vidas. Skoob

Uma história baseada em muita pesquisa e estudo, que revela como os procedimentos eram realizados naquele período e como tudo evoluiu de lá para cá. A autora nos entregou um trabalho muito completo e amplo, e confesso a vocês ter ficado surpresa com tudo que encontrei na leitura.

Durante muito tempo os procedimentos cirúrgicos eram feitos em um espaço aberto, como se fosse uma apresentação, muitos participavam e assistiam, principalmente as amputações, era um verdadeiro espetáculo para o público. Já o paciente não sentia tanta satisfação, sem anestesia ou qualquer tipo de higiene tinham seus membros amputados de uma maneira amedrontadora e na minha visão desumana.

A falta de conhecimento para esses procedimentos eram tantas que muitos profissionais optavam por tratar o paciente apenas e não remover nenhum pedaço de seu corpo, porém existia os ousados que mesmo sabendo que a maioria vinha a óbito dias depois da cirurgia arriscava-se.

Naquele período como mencionei tudo era feito sem nenhum tipo de anestesia, o paciente sentia tudo, aquela dor e agonia absurda,era uma situação permanente que os médicos não conseguiam controlar ou entender. A partir de determinado momento os médicos cirurgiões começaram a se importar com a dor do paciente passamos a acompanhar um relato sobre como foi feito as primeiras tentativas de sedação durante as amputações e etc.

Tudo é muito fascinante nesse livro, um universo novo e totalmente obscuro, conhecemos  então um pouco da história do famoso Joseph Lister, ele revolucionou a medicina porque foi o primeiro homem da área a se importar com a higiene e esterilização, quase todos os paciente morriam por infecções e sepse o que era muito perturbador.

Somos conduzidos a uma jornada pela história repugnante da medicina, conhecemos locais, métodos, e situações vividas naquele período, para pessoas de estômago fraco como eu alguns momentos da leitura pode-se tornar um verdadeiro desafio, entretanto é só não se alimentar em seguida que vai ficar tudo bem.

Sobre a obra

A obra é extremamente instrutiva e curiosa, adorei ter esse contato e foi muito bom absorver toda a informação presente na escrita da autora, que com toda certeza fez um trabalho incrível e muito árduo, creio que ela usou de muita pesquisa e estudo antes de publicar “Medicina dos horrores”, enfim foi um prazer enorme aprender um pouco mais da história de uma das áreas mais consagradas da nossa história.

O livro foi publicado em uma edição incrível pela editora intrínseca, capa dura com ótima fonte e diagramação, a escrita da autora é fluída e te prende durante toda a história contada, uma pena minhas fotos não fazerem jus a uma obra tão linda quanto essa.

Lindsey Fitzharris-Lindsey Fitzharris recebeu seu grau de doutora em história da ciência e da medicina na Universidade de Oxford. É a criadora do popular site The Chirurgeon’s Apprentice, bem como autora e apresentadora da série Under the Knife, no YouTube. Escreveu para veículos como The Guardian, The Huffington Post, The Lancet e New Scientist. Atualmente, mora no interior da Inglaterra com o marido, Adrian Teal, e seus dois gatos.

Espero que tenham gostado da resenha!

Xoxo.

Confira a última resenha aqui no blog!

Título Original: The Butchering Art: Joseph Lister’s Quest to Transform the Grisly World Of Victorian Medicine |Páginas: 319 |Gênero: Biografia |Editora: Intrínseca |Minha Avaliação: 5/5|Comprar: Amazon

Ps: Os links deste post são afiliados da Amazon, comprando por eles vocês contribuem com meu trabalho, pois ganho um pequena comissão e isso não interfere no valor da compra de vocês! 🙂