Destaques

Newsletter Novidades Do Blog

13 de abril de 2018

Filme As Sufragistas

Quando comecei a assisti a produção que foi lançada em 2015, fiquei completamente envolvida com o drama vivido pelas personagens, uma clara introdução ao feminismo e a luta da mulher para ter seus direitos reconhecidos pela sociedade e que sua imagem seja vista além da fragilidade que era imposta graças aos homens.


Um filme que retrata as dificuldades enfrentadas por nós mulheres para chegarmos aonde estamos hoje, e termos o direito de opinar nas decisões tomadas em nosso país, termos direito ao voto, ao trabalho e salário igualitário, a mensagem de toda a história contada no filme é muito clara e sinceramente revoltante ao mesmo tempo, para nós mulheres que ainda sofremos com o preconceito, com o abuso de nosso sexo, com o fato de sermos vistas ainda hoje pela sociedade, como sexo frágil é revoltante, mais também é um alerta de que lá atrás começamos uma luta que hoje mantemos e resistimos o quanto for necessário. 


Sinopse: No início do século XX, após décadas de manifestações pacíficas, as mulheres ainda não possuem o direito de voto no Reino Unido. Um grupo militante decide coordenar atos de insubordinação, quebrando vidraças e explodindo caixas de correio, para chamar a atenção dos políticos locais à causa. Maud Watts (Carey Mulligan), sem formação política, descobre o movimento e passa a cooperar com as novas feministas. Ela enfrenta grande pressão da polícia e dos familiares para voltar ao lar e se sujeitar à opressão masculina, mas decide que o combate pela igualdade de direitos merece alguns sacrifícios.


Quando Maud descobriu um grupo de mulheres que estão lutando pelo direito do voto e opinião nas decisões públicas, ela era apenas uma  operária de uma fábrica de lavar no inicio do século XX, casada mãe de um menino de mais ou menos 7 anos na época retratada no filme, e nunca imaginou que iria enfrentar uma luta tão marcante e importante da forma como foi feita, nossa protagonista perdeu o direito de estar com o filho, a confiança do marido foi se esvaindo e a vergonha que ele achava estar passando por ter uma esposa manifestante foi mais forte do que o amor que sentia por ela.


"As Sufragistas" foi uma produção incrível baseada em fatos reais, um filme que pode ser usado para exemplo da força feminina, como a luta por direito foi importante e ainda é nos dias de hoje, o sofrimento e toda a humilhação sofrida pelas personagens retrata basicamente o que milhares de mulheres viveram e vivem, é uma batalha ainda muito presente e não podemos nos esquecer jamais.

Espero muito que tenham gostado da dica de hoje, assistam o filme! Garanto que irão gostar tanto quanto eu, um grande beijo e até a próxima!

Comentários via Facebook

0 comentários ❤. Comente Também!:

Postar um comentário

Olá é muito importante sua opinião por aqui, fico muito feliz em interagir com vocês.

Publicidade

iunique studio criativo

@motivacaoliteraria

© Motivação Literária – Tema desenvolvido com por Iunique - Temas.in